Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/998
Título: Aplicação da Teoria da Autodeterminação ao Contexto da Educação Física Estudo da Relação entre as Necessidades Psicológicas Básicas, a Regulação do Comportamento e as Intenções de Praticar Desporto Escolar e Desporto Fora da Escola
Autor: Pires, Ana
Palavras-chave: Avaliação Psicológica
Educação Física
Necessidades Psicológicas Básicas
Teoria da Autodeterminação
Motivação
Intenções
Psychological Assessment
Physical Education
Basic Psychological Needs
Self-Determination Theory
Self-Determination Theory
Motivation
Intentions
Physical Education
Data de Defesa: Dez-2010
Resumo: Estudo Um: Validação Preliminar de um Questionário para Avaliar as Necessidades Psicológicas Básicas em Educação Física A Teoria da Autodeterminação é uma a abordagem psicológica sobre a motivação, que se preocupa com as causas e as consequências da forma como o ser humano regula o seu comportamento. Esta teoria preconiza que a base do comportamento autodeterminado (regulação para formas intrinsecamente motivadas) passa pela satisfação de três necessidades psicológicas básicas (competência, autonomia e relacionamento). Segundo vários autores, este modelo teórico pode fornecer informações importantes sobre o processo motivacional dos alunos para as aulas de Educação Física, no entanto, em Portugal não existe ainda nenhum instrumento de avaliação das necessidades psicológicas básicas neste contexto. Desta forma, o objectivo principal deste estudo é a validação preliminar da adaptação à Educação Física da versão Portuguesa do Basic Psychological Needs Exercise Scale (BPNES), determinando as suas qualidades psicométricas iniciais através de uma análise factorial exploratória do modelo que a suporta. Para tal, participaram no estudo 150 alunos (n=150) do 2º e 3º CEB, com idades compreendidas entre os 11 e 16 anos (M=13.39; SD=1.44) e com diferentes níveis de prática desportiva. Os resultados obtidos revelaram uma estrutura factorial igual à versão original (12 itens agrupados em 3 factores, com 4 itens em cada factor), que apresentam índices bastante aceitáveis de validade e fiabilidade, o que leva a concluir que este questionário poderá ser utilizado, com um elevado grau de confiança, em futuras investigações que pretendam avaliar as necessidades psicológicas básicas no contexto da Educação Física.
Estudo Dois: Estudo da Relação entre as Necessidades Psicológicas Básicas, a Regulação do Comportamento e as Intenções de Praticar Desporto Escolar e Desporto Fora da Escola A teoria da autodeterminação (SDT) é uma macro teoria que se preocupa com as causas e as consequências do comportamento autodeterminado. Por essa razão, está entre as mais populares e contemporâneas abordagens sócio-cognitivas à motivação humana, tendo vindo a ser aplicada nas últimas três décadas aos mais diversos contextos. Desta forma, o principal objectivo deste estudo foi analisar as relações existentes entre a satisfação das necessidades psicológicas básicas (NPB), os tipos de regulação da motivação e as intenções dos alunos de praticarem desporto para além das aulas de educação física (EF). Participaram neste estudo 626 alunos do 6º ao 9º ano, de ambos os géneros (329 femininos; 297 masculinos) e com idades compreendidas entre os 10 e os 18 anos (M=13.3; SD=1.7). Para a recolha dos dados foram utilizadas as versões portuguesas da Basic Psychological Needs in Exercise Scale (BPNESp) e do Perceived Locus of Causality (PLOCp). As intenções para a prática de desporto escolar (DE) e de desporto fora da escola (DFE), foram avaliadas através de um único item cada. Os principais resultados revelaram que os alunos que se sentem mais eficazes na realização das tarefas propostas nas aulas de EF (satisfação da NPB de competência), bem como, aqueles que se divertem mais e retiram maior prazer das aulas de EF (motivação intrínseca), ou, que se identificam com os seus objectivos e lhes atribuem o respectivo valor/importância (motivação identificada), são aqueles que mais se predispõem a praticarem DE e DFE no futuro.
Study One: Preliminary Validation of a Questionnaire to Measure Basic Psychological Needs in Physical Education The Self-Determination Theory is a psychological approach to motivation that focuses on causes and consequences of human behavior regulation. This theory posits that autonomous behavior (intrinsic motivation regulation) is supported by satisfaction of three basic psychological needs (autonomy, competence and relatedness). According several authors, this theoretical framework could provide important information about the student’s motivational process to physical education class, however, in Portugal does not exists any instrument to measure the basic psychological needs in this domain. So, the main propose of this study is the preliminary adaptation to physical education contexts of Basic Psychological Needs Exercise Scale (Portuguese version: BPNES), and determine their initial psychometrics properties through an exploratory factor analysis. This propose was accomplished with a sample of 150 students (n=150) from de 2 nd and 3 rd CEB, aged from 11 to 16 years (M=13.39; SD=1.44) with different levels of sports practice. Results revealed a factorial structure just like the original model (12 items grouped in 3 factors, with 4 items hitch factor) and presents acceptable values of validity and reliability. Those findings allow us to conclude, that questionnaire can be used in future investigations to measure the basic psychological needs in physical education.
Study Two: Study of the Relations between the Basic Psychological Needs, Behavior Regulation and Intentions to practice School Sport and Sport Outside School The Self-Determination Theory (SDT) is a macro theory that concerns the causes and consequences of self-determined behavior. For this reason, is the most popular and contemporary socio-cognitive approach to human motivation, that have been applied in the last three decades to different domains. The main propose of this study was to analyze the relationship between basic psychological needs (BPN) satisfaction, behavioural regulations and students intentions to practice sport besides the physical education (PE) classes. For such propose, participated in this study, 626 students of six and nine grade, of both genders (329 female; 297 male) and aged between 10 and 18 years old (M=13.3; SD=1.7). For the data collection were used the Portuguese versions of Basic Psychological Needs in Exercise Scale (BPNESp) and the Perceived Locus of Causality (PLOCp). The intentions to practice additional sports in school (DE) and sports outside school (DFE), were assessed using a single item each. The main results revealed that, students who feel more effective in carrying out the proposed tasks in PE classes (satisfaction of competence), as well as those who enjoy and feel more pleasure from PE classes (intrinsic motivation) or who identify with its goals and give them more value/importance (identified motivation), are the ones that are willing to practice DE and DFE in the future.
Descrição: Dissertação apresentada com vista à obtenção do grau de Mestre em Desporto, na área de especialização de Educação Física Escolar, por Ana Pires. Orientador: Professor Doutor Carlos Silva
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/998
Aparece nas colecções:Mestrado em Desporto - Treino Desportivo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Mestrado - Ana Pires.pdf380,63 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.