Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/916
Título: Os problemas éticos na prática quotidiana dos enfermeiros
Autor: Paz, Aniceta
Palavras-chave: ÉTICA
CUIDADOS DE ENFERMAGEM
Data de Defesa: 1999
Resumo: Confrontados com o descontentamento manifestado pelos enfermeiros pelo tipo de abordagem que as questões éticas têm merecido, quer na formação de base quer na contínua, por não os preparar para os problemas que surgem no dia a dia da prestação de cuidados e conscientes de que para alterar esta situação é necessário ter em conta as experiências dos enfermeiros, desenvolvemos este trabalho que tem como objectivo compreender as vivências dos enfermeiros sobre os problemas éticos da prática quotidiana. No enquadramento teórico abordámos as questões relacionadas com a evolução da enfermagem, a ética e a moral na prática de enfermagem e os problemas éticos e a tomada de decisão no quotidiano dos enfermeiros. Atendendo ao objectivo do estudo, utilizámos uma abordagem fenomenológica porque esta nos permite compreender as experiências dos enfermeiros tal como foram vividas. O estudo foi realizado nos serviços de medicina de um hospital, tendo sido seleccionada uma amostra intencional de doze enfermeiros. O instrumento de colheita de dados utilizado foi a entrevista semi-estruturada. Para analisar os dados obtidos utilizámos os procedimentos de análise fenomenológica propostos por Colaizzi, o que nos permitiu chegar à estrutura essencial do fenómeno. A análise dos dados evidencia que os problemas éticos vivenciados pelos enfermeiros na sua prática quotidiana estão relacionados com a humanização e a qualidade de cuidados, com os cuidados na última fase do ciclo de vida e com o respeito pelos direitos dos doentes. Salienta também que o trabalho da equipa de saúde, consoante o modo como se desenvolve, é considerado um factor facilitador ou dificultador na vivência destes problemas. 5 Os enfermeiros sentem ser seu dever prestar cuidados humanizados e de qualidade a todos os doentes, ou seja, centrados na pessoa doente e na satisfação das suas necessidades globais. No entanto, os condicionalismos inerentes ao próprio enfermeiro ou ao contexto em que os cuidados se desenvolvem nem sempre lhes permitem ter este tipo de actuação, o que os faz vivenciar conflitos de valores. Ao prestarem cuidados aos doentes que se encontram na última fase do ciclo de vida, os enfermeiros vivenciam conflitos de valores quando são confrontados com a necessidade de colaborarem, por prescrição médica, em formas inúteis de obstinação terapêutica, quando têm que decidir sobre a utilização de medidas que visam prolongar a vida ou sobre a atitude a tomar perante os doentes que se encontram com dores intensas. As situações em que os enfermeiros têm dificuldade em respeitar e fazer respeitar os direitos dos doentes, nomeadamente, o direito à informação, ao consentimento informado, à confidencialidade e à privacidade, são vivenciadas como problemas éticos. O trabalho da equipa de saúde é considerado facilitador da vivência de problemas éticos, se existirem reuniões periódicas onde se analisem os problemas éticos e se partilhem experiências, se houver apoio e ajuda por parte de colegas e superiores hierárquicos e se existir trabalho de equipa entre os diferentes elementos da equipa de saúde. É sentido como dificultador quando os espaços e tempos consignados à discussão de problemas éticos são inexistentes, os superiores hierárquicos não apoiam as decisões dos enfermeiros e o trabalho de equipa entre médicos e enfermeiros é apenas esporádico. Os enfermeiros vivenciam sentimentos de mal estar, frustração e impotência quando devido aos diferentes condicionalismos com que se deparam não conseguem resolver os problemas de acordo com os interesses e direitos dos doentes. 6 SUMMARY Faced With the displeasure showed by the nurses for the type of approach, that ethical issues have deserved, either in the basis or continuous formation, for not having them prepared to the problems, which arise everyday in the care giving and aware that to change this situation, it is necessary to have in mind the nurses experiences, we developed this work, whose main purpose is to understand the nurses experiences about the ethical problems in the daily practice. Theoretically, we have made an approach to the issues related to the nursing development, the ethic and moral in the nursing practice and the ethical problems and decision-making in nurses everyday`s life. Taking into account the main purpose of this study, we used the phenomenon approach because it allows us to understand the nurses experience as they were experienced. The sudy was made in the medical services of an hospital, having been selected an intentional sample of twelve nurses. The instrument used to gather the data was the semi-structured interview. To examine the data it was used the analyse phenomena procedures proposed by Colaizzi, which allowed us to reach the essencial structure of the phenomena. The data analysis shows that the ethical problems experienced by the nurses in their daily practice are associated with the humanization, the caring quality and the care in the last stage of a circle`s life and with respect for the patient`s rights, emphasizing also that the health team`s work, according to the way it develops, is considered the easy and difficult-making element in experiecing these problems. The nurses are aware that it is their duty to give humanized and quality care to all their patients, that is focused on the patient itself or in satisfaction of its 7 global needs. However the inherent conditioners to the nurse itself or to the contex, in which care are developed dont`t ever allow them to have this kind of performance, that makes them to experience value conflicts. When the nurses give care to patients, who are in the last stage of their lives, they experience conflicts of values and are faced with the need to cooperate, by medical prescription, in useless ways of therapeutic obstinacy, they have to decide upon the use of measures, which aims the continuation of life or about the attitude to have towards patients with intense aches. These situations, in which nurse have difficulty to respect and make others to respect the patient`s rights, namely, the right to information, the informed agreement and the classified privacy are experienced as ethical problems. The health team`s work is seen as the easy-making of the ethical problems experience, if there are periodical meetings, where the ethical problems are analysed and to share experiences. If there is support and help of the colleagues and hierarchical superiors and if there is work team among the different elements of the health team. Difficulties arise when the space and time consigned to the ethical problem`s discussion are inexistent, the hierarchical superiors don`t support the nurses decisions and the work team between doctors and nurses are only sporadic. The nurses experience feelings of discomfort, frustration and impotence when, due to the different conditioners which they have to face, are not able to solve problems according to the patient`s interests and rights.
Descrição: Dissertação apresentada para obtenção do grau de "Mestre em Teologia e Ética da Saúde".Orientadora: Professora Doutora Maria Virtuosa Pereira Amador
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/916
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado_ESSS

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_ Aniceta Paz.pdf429,71 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.