Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/903
Título: Desempenho anaeróbio em jovens praticantes federados de futebol
Autor: Ferreira, Mário
Noite, João
Fernandes, Renato
Fernando, Catarina
Brito, António
Palavras-chave: Potência Anaeróbia
Puberdade
Futebol
Anaerobic Power
Puberty
Football
Data: Mai-2013
Editora: Unidade de Investigação do Instituto Politécnico de Santarém (UIIPS)
Citação: Ferreira,M.; Noite,J.;Fernandes,R.; Fernando,C. & Brito,A. (2013). Desempenho anaeróbio em jovens praticantes federados de futebol. Revista da Unidade de Investigação do Instituto Politécnico de Santarém,1(1),287-299
Resumo: Um bom desempenho anaeróbio é essencial para o sucesso desportivo no futebol. O objetivo do estudo foi verificar as diferenças entre o desempenho anaeróbio de jovens praticantes federados de futebol (n=10) e de jovens não praticantes federados em nenhuma modalidade desportiva (n=9). Os participantes realizam o teste anaeróbio Wingate, com uma resistência de 75g/kg (7,5% do peso corporal), tendo sido utilizado o cicloergómetro Monark 894E. As variáveis estudadas foram a potência anaeróbia máxima, a potência anaeróbia média e a perda de potência anaeróbia, sendo apresentada em termos absolutos (W) e em termos relativos (W/kg). Para comparação dos grupos em análise utilizámos a técnica estatística t de Student (bicaudal), com o programa SPSS (Statistical Package for Social Sciences) versão 17.0, adotando um nível de significância de p <0,05. Os resultados obtidos revelaram diferenças estatisticamente significativas na potência anaeróbia máxima relativa (9,83 vs. 8,59 W/kg; p =,011) e na potência anaeróbia média relativa (6,99 vs. 5,92 W/kg; p =,021), onde os jovens praticantes federados de futebol obtiveram um desempenho superior. Concluímos que os jovens praticantes federados de futebol apresentam uma maior capacidade para produzir potência anaeróbia máxima e para manter essa potência ao longo dos 30 segundos, provavelmente devido à prática desportiva.- A great anaerobic performance is essential for the sporting success in football. The aim of the study was to analyze the differences in anaerobic performance between young soccer players (n=10) and young non-practicing any sport (n=9). Participants performed the Wingate anaerobic test, with a resistance of 75g/kg (7.5% of body weight), and the ergometer used was the Monark 894E. The variables studied were the peak anaerobic power, average anaerobic power and anaerobic power drop, and it is presented in absolute terms (W) and relative to body weight (W/kg). To compare the groups, the Student’s t test (two-tailed) was used with the SPSS (Statistical Package for Social Sciences) version 17.0, adopting a significance level of p <0.05. The results showed statistically significant differences in relative peak anaerobic power (9.83 vs. 8.59 W/kg, p =.011) and relative mean anaerobic power (6.99 vs. 5.92 W/kg, p =.021), where young football players presented superior performance. We conclude that the young football players have a higher capacity to produce maximum anaerobic power and to maintain that power over the 30 seconds, probably due to sport practice.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/903
ISSN: 2182-9608
Versão do Editor: http://www.ipsantarem.pt/arquivo/5004
Aparece nas colecções:Artigos em revistas nacionais - ESDRM

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Revista da UIIPS_N1_Vol1_2013_artigo18.pdf183,87 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.