Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/895
Título: Segurança, higiene e saúde no trabalho em adegas: avaliação de riscos na Adega Casal Branco – Sociedade de Vinhos SA
Autor: Fortunato, Luís Teófilo Nunes
Palavras-chave: Indústria do vinho
Adega
Equipamento de vinificação
Risco ocupacional
Substância tóxica
Segurança no trabalho
Proteção da saúde
Prevenção de acidentes
Data: Dez-2011
Resumo: A sinistralidade laboral, em Portugal, associada às indústrias alimentares é elevada. No sector vitivinícola, particularmente nas adegas, observam-se algumas lacunas, ao nível da segurança, higiene e saúde no trabalho, que contribuem para esse problema. A prevenção de riscos é uma condição fundamental para que os trabalhadores tenham uma vida digna e perfeitamente integrada numa sociedade em mutação e as empresas alcancem sucesso entre os seus concorrentes. Este trabalho desenvolve-se, numa primeira parte, com uma pesquisa bibliográfica para situar o problema, em função do estado da arte. A segunda parte consiste na caracterização da empresa, da adega e do processo produtivo, como suporte para a identificação dos respectivos perigos/riscos associados. Efectua-se a avaliação dos riscos existentes na adega, segundo o método simplificado de avaliação de riscos, procedendo à sua valoração através do cálculo do nível de risco. Com base nestes valores, é possível fazer uma hierarquização dos riscos e estabelecer prioridades de acção. Os resultados obtidos indicam que as exposições ao dióxido de carbono são os riscos mais importantes, classificados como “críticos” (nível I). Dentro deste grupo de riscos, destacam-se também o contacto com o sem-fim da tremonha da bomba de massas, do desengaçador/esmagador, a queda com desnível, associada à descida ao interior da cuba de fermentação, através de uma escada metálica, o contacto com o sem-fim de descarga do bagaço, durante a lavagem da prensa, a queda com desnível, associada à utilização de uma escada metálica para acesso às aberturas superiores das cubas de inox e o contacto com componentes móveis da linha de engarrafamento. Os riscos mais importantes, considerados “a corrigir” (nível II), relacionam-se principalmente com a exposição a incêndio/explosão, atropelamento, devido a movimentos e manobras de veículos, a exposição à corrente eléctrica dos equipamentos, a exposição ao dióxido de enxofre, durante a sua aplicação, a queda de componentes em manipulação, principalmente durante a conexão/desconexão de tubagens inox com mangueiras e a iluminação insuficiente no interior das cubas, que envolve a utilização de gambiarras de 24 V. Finalmente, apresentam-se propostas de acções de controlo, ao nível da prevenção, com o objectivo de melhorar as condições de trabalho e dar cumprimento às exigências legais em vigor. _ _ _ Portugal has a high number of workplace accidents and occupational diseases in food industries. In the wine sector, more specifically inside wineries, issues related with safety, hygiene and health at work deeply contribute to this problem. Risk prevention is a crucial requisite to dignify and integrate workers in a continuously changing society and to enhance companies' competitive advantage. The first part of this project consisted in a literature review aiming at rendering the state of the art. In the second part, the company, the winery, and the production process were characterized, and their corresponding hazards and risks were identified. Risk assessment for the winery was carried out in accordance with the simplified method for accident risks assessment, and its valuation was computed through their risk level. Based on these figures, it was possible to sort risks hierarchically and to establish priorities for risk control measures. The obtained results lead to the conclusion that exposure to carbon dioxide is the most severe risk, classified as "critical" (level I). Other risks stand out within this same group: the contact with the rotating auger hopper pump wine masses of destemmer/crusher; falls related with the descent into the interior of the concrete tank, using a metal ladder; contact with the rotating auger of discharge of grape pomace, during the press wash; falls related with the use of a metal ladder to access to the upper openings of the stainless steel vats; and the contact with moving parts of the bottling line. The following most significant hierarchy of risks, considered "to correct" (level II), are mainly related with: exposure to fire / explosion; trampling due to vehicle movements and maneuvers; exposure to equipment electrical power; exposure to sulfur dioxide during its usage; the drop of components being handled, especially during the connection / disconnection of stainless steel tubing with hoses; and insufficient lighting inside the vats, implying the usage of 24 V inspection lamps. At the end, control measures at the prevention level were proposed – with the goal to improve the working conditions and the compliance with legal requirements in place.
Descrição: Trabalho de natureza profissional apresentado ao Instituto Politécnico de Santarém no âmbito das provas para atribuição do título de especialista na área da Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho Agro-Industrial, conforme o Decreto-Lei nº 206/2009, de 31 de Agosto (aprova o Regime Jurídico do título de especialista a que se refere o artigo 48º da Lei nº62/2007, de 10 de Setembro) e o Regulamento nº445/2010, de 17 de Maio (Regulamento para atribuição do título de especialista no Instituto Politécnico de Santarém).
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/895
Aparece nas colecções:Outros_ESAS

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
trabalhoEspecialista1.pdf6,06 MBAdobe PDFVer/Abrir
trabalhoEspecialista2.pdf791,21 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.