Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/859
Título: Parasitismo em canídeos de Óbidos
Autor: Crespo, Maria Virgínia
Rosa, Fernanda
Almeida, J.
Palavras-chave: Parasitismo gastrintestinal
IXODIDAE
cão
Óbidos
Data: Jun-2013
Editora: Unidade de Investigação do Instituto Politécnico de Santarém (UIIPS)
Citação: Crespo, M.; Rosa, F. & Almeida, J. (2013). Parasitismo em canídeos de Óbidos. Revista da Unidade de Investigação do Instituto Politécnico de Santarém, 2, 292-300
Resumo: O grande interesse manifestado pelos Serviços Veterinários Municipais do Concelho de Óbidos na implementação de medidas preventivas para minimizar os riscos de contaminação ambiental por parasitas de canídeos e os seus impactes em Saúde Pública, levou à realização dum estudo, durante o ano de 2009, nos canídeos deste concelho com vista à identificação do parasitismo e determinação dos períodos e áreas de maior risco de contaminação. Recolheram-se 548 amostras de fezes de canídeos de espaços públicos em 9 freguesias. Realizaram-se análises coprológicas qualitativas e quantitativas. Efectuaram-se ainda colheitas de ixodídeos, durante o período de Vacinação antirábica. A eliminação parasitária observou-se em 274 (50%00 %) das amostras. Nas amostras positivas identificaram-se ovos de Ancylostomatidae, Ascarididae, Trichuris sp., Strongyloides sp., oocistos de Isospora sp. e Sarcocystis sp. e proglótides grávidos de Dipylidium caninum. A prevalência foi variável nas diferentes freguesias, predominarem as infecções simples, observou-se um aumento do número de amostras positivas, do Inverno até ao Outono Nos 166 ixodídeos colhidos identificaram-se duas espécies: Rhipicephalus sanguineus (150 exemplares, 90,36%), e Rhipicephalus pusillus (16 espécimes, 9,64%). A carga parasitária de ixodídeos média por animal foi de 5 exemplares. Predominaram os exemplares adultos (98,80%) e os machos (54,22%).---- The great interest showed by the Veterinary County Offices on the implementation of prophylactic measures to minimize the risks of parasitic environmental contamination by dog faeces and its impact on Public Health, led to a study in 2009, to identify the existing parasitism and to assess the period and areas of major risk of transmission. A total of 548 dog faeces samples was collected from public spaces in nine parishes. Coprological exams were performed by qualitative and quantitative techniques. Ixodid specimens were also collected, during the anti-rabic vaccination. Egg output was registered in a total of 274 (50%) samples. Ancylostomatidae, Ascarididae, Trichuris sp. and Strongyloides sp. eggs, and Isospora sp. and Sarcocystis sp. oocysts were observed. Gravid proglotids of Dipylidium caninum was also evidenced. The overall prevalence varied for each parishes, simple infection prevailed, an increase number of positive samples from winter to autumn were observed. In a total of 166 ixodids, two species were identified: Rhipicephalus sanguineus, (150 individuals, 90,36%), and Rhipicephalus pusillus, (16 specimens, 9,64%). The average of ixodid load was 5 specimens per dog. Adults (98,80%) and males (54,22%) were predominant.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/859
ISSN: 2182-9608
Versão do Editor: http://www.ipsantarem.pt/wp-content/uploads/2013/04/Revista-da-UIIPS_Vol2_2013_AGRARIA_ISSN-2182- 9608.pdf
Aparece nas colecções:Artigos em revistas nacionais_ESAS

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
CRESPOMV_ParCaesObidos_REVUIIPS2013.pdf1,12 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.