Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/845
Título: Estudo da quebra de dormência em sementes de piorno [Genista tenera (Jacq. Ex murr.) O. Kuntze]
Autor: D' Avó, Margarida
Grego, José
Lopes, Maria
Rauter, Amélia
Justino, Jorge
Goulart, Margarida
Palavras-chave: Horticultura
Dormência das sementes
Dormência física
Digestão ácida
Horticultural
Seed dormancy
Physical dormancy
Acid digestion
Data: Jun-2013
Editora: Unidade de Investigação do Instituto Politécnico de Santarém (UIIPS)
Citação: D’ Avó, M.; Grego, J.; Lopes, M.; Rauter, A.; Justino, J.; Goulart, M.; (2013). Estudo da quebra de dormência em sementes de piorno [Genista tenera (Jacq. Ex murr.) O. Kuntze]. Revista da Unidade de Investigação do Instituto Politécnico de Santarém, 2, 177-183
Resumo: O piorno [Genista tenera (Jacq. ex Murr.) O. Kuntze] é uma planta endémica da ilha da Madeira usada na medicina popular dado o seu efeito antidiabético. O presente estudo pretende avaliar o efeito da digestão ácida das sementes de piorno com ácido sulfúrico na redução da espessura do tegumento, rijo, da semente, para ultrapassar a dormência das sementes e assim maximizar a taxa de germinação. Um grupo de acessos do Instituto Superior de Agronomia foi digerido com ácido durante 0, 10, 20 e 40 minutos. Após a digestão usou-se carbonato de sódio a 5 % como agente neutralizante e em seguida as sementes foram lavadas em água corrente para eliminar resíduos do ácido. Para avaliar os melhores tempos de digestão as sementes foram colocadas a germinar em placas de petri, envolvidas em dupla camada de papel de filtro e a uma temperatura constante de 22 ºC. A digestão ácida das sementes teve um efeito estatisticamente significativo sobre a percentagem de germinação das sementes. No entanto, a percentagem de germinação obtida com a digestão ácida (abaixo dos 30 %) é pouco interessante do ponto de vista produtivo, daí a necessidade de se estudarem outros tratamentos. Genista tenera is a plant endemic to the island of Madeira and is used in folk medicine to control diabetes. In the present work we evaluate the effects of concentrated sulphuric acid as an efficient technique for reducing the thickness of hard seed coats and to overcome dormancy and so to bring the highest proportion of viable seeds to the point of germination. A group formed by accessions from “Instituto Superior de Agronomia” were placed in the concentrated acid for 0, 10, 20 and 40 minutes of treatment. After treatments, a 5% solution of sodium carbonate in water was used as a neutralizing agent and seeds were washed in running water to remove all traces of the acid. To assess the optimum time for acid scarification the seeds were put in Petri dishes and a sandwich paper filter, and the percentage of germinated seeds per treatment at constant 22ºC was determined. Acid digestation significantly improved the germination but at rates lower than 30%. More work should be conducted to determine the optimum conditions to overcome the seed dormancy.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/845
ISSN: 2182-9608
Versão do Editor: http://www.ipsantarem.pt/wp-content/uploads/2013/06/Revista-da-UIIPS_N2_Vol1_2013_ISSN-2182-9608.pdf
Aparece nas colecções:Artigos em revistas nacionais_ESAS

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
GREGOJUSTJ_Genista_RevUIIPS2013.pdf832,84 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.