Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/824
Título: Aclimatação ex vitro de pereira (Pyrus communis L.) microporopagada. Estudo de substratos
Autor: Lucas, Susana
Grego, José
Relelo, Maria
Lopes, Maria
Marques, António
Figueiredo, A.
Trindade, M.
Palavras-chave: Árvore de fruto
Estado juvenil das plantas
Pyrus communis
Substrato de cultura
Enraizamento
Data: Jun-2013
Editora: Unidade de Investigação do Instituto Politécnico de Santarém (UIIPS)
Citação: Lucas, S; Grego, J. , Rebelo, M. F.; Lopes , M. F.; Marques, A.; Figueiredo ,A; Trindade, M. H., 2013 - Aclimatação ex vitro de pereira (Pyrus communis L.) microporopagada. Estudo de substratos. Revista da Unidade de Investigação do Instituto Politécnico de Santarém, 2: 23-30
Resumo: A pereira (Pyrus communis L.) é uma espécie frutícola de elevada importância na fruticultura Portuguesa. A produção nacional em 2005-6 foi de 129 mil toneladas para uma área cultivada de 12 mil hectares. Em 2010-11 a produção ascendeu às 220 mil toneladas. A cultivar “Rocha” é das mais importantes em termos de exportação com um volume de vendas em 2005 de 26 milhões de euros para 45 mil toneladas de pêra correspondente a 35 % da produção total. O presente estudo avaliou uma cultivar de pereira proveniente de uma “semente do acaso” originada numa quinta em Tábua, Distrito de Coimbra, Portugal entre 1990 e 2000. Foi testado o efeito do uso de diferentes substratos na aclimatação ex vitro de plantas micropropagadas. Usaram-se três tipos de substratos: substrato orgânico (SO); SO + perlite (½ + ½, v/v) e perlite. Fez-se a análise do desenvolvimento radicular e da parte aérea: número e comprimento das raízes; peso fresco e seco das raízes e parte aérea. Em todos os tratamentos obtiveram-se 100% de plantas aclimatadas. Os tratamentos com substrato orgânico e mistura SO + perlite deram origem a plantas mais vigorosas em termos de peso fresco das raízes e parte aérea.The common pear (Pyrus communis L.) is one of the most widely cultivated fruit crop in Portugal. The national production in 2005 was 129 thousand tons, to a cultivated area of 12 thousand ha. “Rocha” is the economically most important Portuguese cultivar accounting for 75% of pear production in Portugal, in 2005. Total exports amounted to 26 million euro, corresponding to approximately 45 thousand tons. This study was conducted with a pear-chance seedling originated on a farm located at Tábua, central Portugal, between 1999 and 2000. The main aim of the study was to determine the effects of three substrates: organic compost (SO); perlite + SO (½ + ½, v/v) and perlite on the ex vitro survival and development (roots and leaflets) of pear plantlets. All the treatments had a 100 % survival rate, and the highest ex vitro development was observed on SO and perlite + SO.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/824
ISSN: 2182-9608
Versão do Editor: http://www.ipsantarem.pt/wp-content/uploads/2013/04/Revista-da-UIIPS_Vol2_2013_AGRARIA_ISSN-2182- 9608.pdf
Aparece nas colecções:Artigos em revistas nacionais_ESAS

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PYRUS_Microprop_substratos_RevIIPS2013.pdf1,01 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.