Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/763
Título: Memórias do brincar e dos brinquedos
Autor: Cavadas, Bento
Pereira, Diana
Borges, Sónia
Jesus, Vânia
Palavras-chave: memórias
brincar
brinquedos
brincadeiras
Data: 23-Nov-2012
Editora: Escola Superior de Educação . Instituto Politécnico de Santarém
Resumo: Este trabalho resulta do interesse dos investigadores em estudar a importância do brinquedo na infância. Como esse tema é vasto, o objetivo do estudo centrou-se na recolha de memórias de dez indivíduos sobre as brincadeiras e os brinquedos que estiveram culturalmente associados à sua juventude. O estudo foi realizado através de uma entrevista do tipo estruturado aplicada a indivíduos com faixas etárias intercaladas de dez em dez anos. O entrevistado mais novo tinha oito anos e o mais idoso noventa e cinco anos. Quanto questionados sobre o significado do conceito “brincar”, a grande maioria dos entrevistados associou-o a momentos de diversão típicos da infância. As restantes respostas mostram ainda a evolução significativa que os brinquedos sofreram. Essa evolução está pautada, por exemplo, nos materiais que os entrevistados das faixas etárias superiores associaram aos brinquedos da sua infância, pois na sua maioria eram simples (trapos, papel, etc.) ou provenientes do meio natural (madeira, canas, pedras, etc.), enquanto atualmente são feitos principalmente a partir de plásticos. Quanto às brincadeiras, constatou-se que os entrevistados mencionaram recordar-se de uma grande diversidade de brincadeiras na sua infância. Em suma, a análise das entrevistas permite concluir que os brinquedos e o ato de brincar marcaram indelevelmente a infância dos entrevistados.(Abstract: This project results from the interest of researchers in studying the importance of the toy in the childhood. As this subject is vast, the objective of this study was focused on collecting memories of ten individuals on games and toys which were culturally linked to their youth. This study was conducted through a structured type interview that applied to individuals with group ages interspersed every ten years. The youngest respondent was eight years old and the oldest was ninety-five years old. When they were asked about the meaning of the concept “play”, the vast majority of the respondents associated this with the typical fun moments of childhood. The remaining responses show the significant development that toys have suffered. This development is based, for example, on the materials that the respondents of the upper age groups associated with the toys of their childhood, because most of them were simple (rags, paper, etc.) or from the natural environment (wood, canes, stones, etc.) while currently they are mainly made from plastics. As for the tricks, it was found that the respondents mentioned that they remember a great diversity of tricks in their childhood. In short, the analysis of the interviews allows us to conclude that the toys and the act of play marked indelibly the childhood of the respondents.)
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/763
Aparece nas colecções:Posters em conferências e congressos_ESES

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Póster - Memórias do brincar e dos brinquedos.pdf1,31 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.