Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/579
Título: Contaminação parasitária por fezes de canídeos em áreas urbanas e não urbanas do concelho de Alcobaça – dados preliminares
Autor: Rosa, Fernanda
Crespo, Maria Virgínia
António, A. C.
Palavras-chave: Cão
Fezes
Diagnóstico de laboratório
CESTODA
NEMATODA
PROTOZOA
Alcobaça
Data: 2006
Editora: Sociedade Portuguesa de Parasitologia
Citação: Crespo, M. V.; ROSA, F. e ANTÓNIO, A. E. (2006) - Contaminação parasitária por fezes de canídeos em áreas urbanas e não urbanas do concelho de Alcobaça – dados preliminares. Acta Parasitológica Portuguesa, 3(2-1), 37-41.
Resumo: O interesse manifestado pelos Serviços Veterinários Municipais na implementação de medidas preventivas para minimizar os riscos de contaminação ambiental e de Saúde Pública no concelho de Alcobaça, conduziram a um estudo semelhante a outros realizados no Ribatejo e Oeste e Vale do Tejo, visando a identificação e evolução espaço-temporal do tipo e grau de parasitismo em fezes de cães em jardins e vias públicas nas áreas urbanas e não urbanas do Concelho de Alcobaça. O presente trabalho apenas se refere aos resultados preliminares envolvendo um período de seis meses e duas estações (Primavera e Verão). As colheitas mensais de amostras de fezes de canídeos realizaram-se em duas áreas da cidade de Alcobaça (central e periférica), num total de 216 amostras, durante o período compreendido entre Abril e Setembro de 2006. Nas freguesias semi-urbanas e rurais do concelho colheram-se 330 mostras de fezes em duas estações, tendo em conta a 10% da população canina (165 animais). As amostras foram sujeitas a exames coprológicos, pelos métodos qualitativo (Willis) e quantitativo (McMaster). Das 546 amostras de fezes, 104 (16,81 %) foram positivas (freguesia urbana: 30 positivas/13,89 %; freguesias semi-urbanas: 66 positivas/22,76 %; freguesias rurais: oito positivas/20,00 %). Identificaram-se proglótis grávidos de DIPYLIDIIDAE (Dipylidium caninum), ovos de ANCYLOSTOMATIDAE, ASCARIDIDAE (Toxocara sp.), TRICHURIDAE (Trichuris sp.), oocistos de EIMERIIDAE (Isospora sp.) e SARCOCYSTIDAE (Sarcocystis sp.). A menor diversidade parasitária verificou-se nas freguesias rurais onde apenas se observaram as formas parasitárias mais frequentes: ANCYLOSTOMATIDAE, Toxocara sp. e Trichuris sp. As infecções simples foram predominantes em todo o Concelho, embora se tenha identificado maior diversidade parasitária na área urbana, a predominância de infecções duplas e triplas nas não urbanas sugerem um maior risco de contaminação ambiental nestas áreas. A diversidade e a eliminação parasitária apresentaram uma grande variabilidade em função da área de colheita e da estação do ano, evidenciando-se Isospora sp. na Primavera e Dipylidium caninum e Sarcocystis sp. no Verão. Os dados obtidos até ao momento apontam desde já para a necessidade de se continuarem a implementar medidas que visem minimizar a contaminação ambiental por fezes de canídeos. The interest in the implementation of prophylactic measures to reduce the risks of environmental contamination and public health hazard by the Council Veterinary Services of Alcobaça, encouraged a study similar to others already developed in the Region of Ribatejo e Oeste and Vale do Tejo, which aim the identification and spatio-temporal evolution of the type and degree of parasites excreted with dog faeces at gardens and public spaces in urban and non-urban areas. The present data only refers to preliminary results related to a 6 months period and two seasons (spring and summer). Between April and September 2006, dog faeces samples were monthly taken in two areas of the city of Alcobaça (central and peripherical), with a total of 216. In the non-urban areas, 330 samples were obtained in two seasons, considering 10% of the local dog population (165 animals). Coprological exams were performed, using Willis and McMaster methods. Out of 546 samples analysed, 104 (16,81%) shedded eggs/oocysts of intestinal parasites (urban areas: 30/13,89%; semi-urban: 66/22,76%; rural: 8/20,00%). Specimen eggs belonging to the families DIPYLIDIIDAE (Dipylidium caninum), ANCYLOSTOMATIDAE, ASCARIDIDAE (Toxocara sp.), TRICHURIDAE (Trichuris sp.), oocysts of EIMERIIDAE (Isospora sp.) and SARCOCYSTIDAE (Sarcocystis sp.) were identified. Simple infections were predominant all over the studied areas. Although there was a higher diversity in urban areas, the predominance of co-infections/multiple infections in the non-urban areas suggested a greater risk of environmental contamination. According to the sampling areas and season, the egg output and the diversity showed a great variability, stressing the fact that Isospora sp. oocysts were only identified in the spring and D. caninum and Sarcocystis sp. only occurred in the summer. These preliminary data highlight the need of the carry on with the implementation of prophylactic measures, to reduce the impact of environmental contamination by dog faeces in this Council.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/579
ISSN: 0872-5292
Aparece nas colecções:Artigos em revistas nacionais_ESAS

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
CRESPOMV_ContparasitcanidAlcobaça_2006.pdf971,83 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.