Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/558
Título: Diversidade metabólica dos microrganismos
Autor: Pinto, Ana
Palavras-chave: Assimilação de azoto
Fermentação
Microrganismo
Fotossíntese
Respiração
metabolismo
Data: 1997
Editora: Lidel
Citação: PINTO, Ana F. - Diversidade metabólica dos microrganismos. In Halpern, M. J. - Bioquímica. Lisboa: Lidel, 1997. ISBN 972-757-042-9. p. 575-589
Resumo: Sabemos hoje, com base em estudos científicos feitos desde meados do século passado, que os microrganismos estão presentes e todos os ambientes que nos rodeiam e em quase todos os lugares concebíveis do nosso planeta. A esta grande variedade de ambientes corresponde um grupo muito heterogéneo de seres que apresenta uma enorme diversidade metabólica. Os vários sistemas de classificação dos organismos celulares, ate a década de 90, apresentam pouca clareza e correcção na ordenação dos microrganismos. A árvore filogenética proposta por Woese et al. (1990), que divide os seres celulares em três domínios Bacteria, Archaea, Eucarya, veio fornecer um modo mais completo e natural de classificação dos organismos celulares e, em particular, dos microrganismos. Atendendo as diferentes fontes de energia e de carbono e à natureza do dador de electrões ou de átomos de hidrogénio, podem classificar-se os organismos celulares em vários tipos nutricionais. Uma certa monotonia nos seres superiores que pertencem basicamente a dois tipos nutricionais, as plantas são foto-autotróficas, os animais são ornoquímio-heterotróficos, contrasta com uma enorme variedade nos microrganismos. Estes, para além de poderem pertencer a dois tipos já referidos, podem ainda ser foto-hetetotróficos, litoquímio-autotróficos, litoquímio-heterotróficos, orgnoquímio-autotróficos. Esta enorme diversidade e viabilizada por alguns processos e vias metabólicas que só existem nos microrganismos. Estes seres conseguem desenvolver processos bioquímicos e viabilizar a vida em ambientes outrora considerados com incapazes de a manter. Todas estas actividades dos microrganismos são fundamentais para o funcionamento dos ciclos biogeoquímicos e sem eles a vida no nosso planeta não seria possível.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/558
Aparece nas colecções:Capítulos de livros_ESAS

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PINTOA_DiverMetMicr_Bioqui_Halp1997.pdf291,93 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.