Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/501
Título: Mas agora chegou nossa vez.
Autor: Silva, Mariza
Palavras-chave: Juventude
Subjetivação
Brasília
Rock
Significação
Data: 2011
Editora: Instituto Politécnico de Santarém. Escola Superior de Educação
Citação: Silva, M. (2011). Mas agora chegou nossa vez.Revista Interacções,17(7),36-56.
Resumo: Este artigo busca compreender os processos de individualização e de identificação do sujeito jovem, tomando como referências espaços-temporais a cidade de Brasília em final-início dos anos 70-80, e como corpus letras de músicas de bandas de rock ali formadas. Nosso objeto de estudo é, pois, o discurso do jovem em que se observa o modo como ele significa o mundo e a si mesmo, ao mesmo tempo em que se constitui como sujeito. Tendo a análise de discurso como referencial teórico e metodológico, a noção de interpretação é fundamental, pressupondo, pois, que não há sentido sem interpretação e que a finalidade de uma análise é a de compreender como o texto produz sentido, a de observar o movimento da interpretação inscrita no material simbólico. Observamos que as músicas dessas bandas se apresentam como espaços moventes de significação, inter-identitários, onde jogam a incompletude e a indistinção, mas também busca de fechamento; onde se constitui uma autoria para o rock nacional em que o sujeito “busca palavras”, afetado pela história, tornando um dizer, a partir dela, sobre e para os jovens, possível. - This paper aims at understanding the processes of individualization and identification of the youth, taking as space-time reference the city of Brasília in the late 1970s and early 1980s, and as corpus lyrics of rock bands created therein. Our study goal is, then, the youth discourse where one may notice the way they weigh the world and themselves, while shaping themselves as individuals. Grounding on discourse analyses as a theoretical methodology, the notion of interpretation is fundamental, presupposing, therefore, that there is no meaning without interpretation, and that the aim of an analysis is to comprehend how the text produces meaning, to observe the moving of the intepretation inbedded in the symbolic material. We observe that the songs by these bands are presented as moving spaces of meaning, inter-identifyable, where incompleteness and indistinction play a role, but also the search for closure; where an authorship for Brazilian rock is constituted, in which the individual “searches for words”, affected by history, constituting, from this very history, a possible voice about and for the youth.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/501
ISSN: 1646-2335
Versão do Editor: http://nonio.eses.pt/interaccoes/artigos/Q3_Vieira.pdf
Aparece nas colecções:Volume 7 - 2011 - nº17

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Q3_Vieira.pdf276,7 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.