Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/388
Título: Eliminação parasitária em ovinos da raça Merino Branco e dos cruzamentos entre as raças Serra da Estrela, Île de France e Romanov
Autor: Madeira, Marta
Jorge, H.
Ribeiro, J.
Belo, A. T.
Pereira, M. S.
Crespo, Maria Virgínia
Palavras-chave: Ovino
Raça(animais)
Parasitismo
Data: 2003
Editora: Edições Vade-mécum
Citação: MADEIRA, M; JORGE, H; RIBEIRO, J; BELO, A.T; SILVA PEREIRA, M; CRESPO, M.V. (2003) - Eliminação parasitária em ovinos da raça Merino Branco e dos cruzamentos entre as raças Serra da Estrela, Île de France e Romanov. Rev. Médico Veterinário, 77:18-23
Resumo: Efectuou-se o estudo da eliminação parasitária em quatro grupos de ovelhas em pastoreio [raça pura Merino Branco e cruzamentos rotativos com as raças Serra da Estrela (SE), Île de France (IF) e Romanov (RO)], com o objectivo de determinar o tipo e o grau de parasitismo presentes. Durante o período de Fevereiro a Maio de 2002 realizaram-se quinzenalmente colheitas directas de fezes e as respectivas análises coprológicas qualitativas e quantitativas. Verificou-se a presença de estrongilídeos gastrintestinais (ovos), e pulmonares (larvas de 1º estadio - L1), assim como ovos de Strongyloides sp., Moniezia sp., Taenidae e de oocistos de Eimeria sp.A média de eliminação de ovos de estrongilídeos gastrintestinais, para a raça pura, variou entre ligeira e média, enquanto que, para os cruzamentos, considerados variou entre ligeira, média e importante, apresentando ainda o cruzamento RO x (RO x IF x SE), uma eliminação muito importante. Nas associações parasitárias verificou-se que 41,67% dos animais apresentaram infecção simples, apresentando os restantes: infecção dupla em dez animais (41,67%); infecções triplas em dois animais (8,33%) e infecções quádruplas igualmente em dois animais (8,33%). A raça pura Merino Branco evidenciou-se como a mais resistente ao parasitismo gastrintestinal. Nos cruzamentos, o que apresentou menor susceptibilidade foi o cruzamento SE x (RO x IF x SE) e o mais susceptível foi RO x (RO x IF x SE).Os resultados foram sujeitos a um estudo estatístico, pelo método de Mann-Whitney e de Wilcoxon. Parasitological egg out put was studied in four groups of grazing ewes [Merino Branco breed and the rotative crossbreed with Serra da Estrela (SE), Île de France (IF) and Romanov (RO)], to determinate the type and degree of gastrintestinal and pulmonary parasitism. Qualitative and quantitative analyses on faeces were performed from February to May 2002. Gastrintestinal, Strongyloides sp. Moniezia sp. and Taenidae sp. eggs, Eimeria sp. oocysts and lung worms larvae (1.st stage) were identified. The mean egg out put of gastrintestinal strongyles varied from light to medium infection at the pure breed, and from light to severe infection at the crossbred ewes. However the RO x (RO x IF x SE) ewes showed a very important egg out put. The presence of simple and double infection was detected on 41,6,7%, each and with three and four species was noticed on 8,33%, each.
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/388
Aparece nas colecções:Artigos em revistas nacionais_ESAS

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
CRESPOMV_OvinMedVet03.pdf441,95 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.