Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/384
Título: Tipo e grau de parasitismo em poldros estabulados de raça lusitana
Autor: Ferreirinha, Dario
Jorge, H.
Agrícola, R.
Rosa, Fernanda
Crespo, Maria Virgínia
Palavras-chave: Parasitismo
Poldro
Raça Lusitana
Data: 2004
Editora: Sociedade Portuguesa de Parasitologia
Citação: FERREIINHA; D.; JORGE, H.; AGRÍCOLA, R.; ROSA, F.; CRESPO, M. V. (2004) – Tipo e grau de parasitismo em poldros estabulados de raça lusitana. Acta Parasitológica Portuguesa, 11 (1-2): 17-21
Resumo: Este trabalho teve como objectivo a determinação do tipo e do grau de parasitismo presentes em poldros (Puro Sangue Lusitano), com idades compreendidas entre os oito e os 12 meses, durante o período de Janeiro a Maio de 2002. Para tal, utilizaram-se 16 animais em regime estabulado, com igual maneio alimentar. Quinzenalmente, efectuaram-se colheitas indirectas de fezes para posteriores análises coprológicas, qualitativas e coproculturas. Nas análises coprológicas realizadas, registou-se a presença de ovos de estrongilídeos gastrintestinais (87,50%), de Parascaris equorum (75%) e de Strongyloides westeri (6,25%). Nas amostras de fezes, recolheram-se e identificaram-se espécimes adultos de Oxyuris equi (6,25%, Cylicocyclus elongatus (6,25%), Cylicocyclus radiatus (6,25%) e larvas (L3) de Gasterophilus intestinalis (18,75%). A partir das coproculturas observaram-se em todos os animais larvas de 3º estádio (L3) dos géneros Cyathostomum (76,00%) e Triodontophorus (6,3%) e as espécies Trichostrongylus axei (13,50%) e Strongyloides westeri (4,00%). A eliminação de ovos de estrongilídeos gastrintestinais e de L3, apresentaram uma média total de 50,8% EGI/OPG – 0,8 L3, respectivamente. Nas associações parasitárias, verificou-se que, apenas um animal apresentou infecção simples (6,25%), sete (43,75%) infecção dupla, três (18,75%) infecção tripla, tendo os cinco restantes (31,25%), infecção superior a três. Os resultados foram sujeitos a um estudo estatístico, através do PROC GLM do SAS (Statystical Analisys System). A parasitological study in colts (Lusitano pure-blooded) with ages between eight and 12 months, was performed in order to identify the parasites involved, during the period of January to May of 2002. Sixteen stabled animals were used, with the same feeding management. Fecal samples collected indirectly, were taken fortnightly for posterior coprological analysis (qualitative and quantitative) and fecal cultures. The egg out put revealed the presence of gastrointestinal strongyles (87,50%); Parascaris equorum (75%); Strongyloides westeri (6,25%). In the fecal samples, adult specimens of Oxyuris equi (6,25%, Cylicocyclus elongatus (6,25%), Cylicocyclus radiatus (6,25%) and larvae (L3) of Gasterophilus intestinalis (18,75%) were collected and identified. Cyathostomum (76,00%) e Triodontophorus (6,3%) e as espécies Trichostrongylus axei (13,50%) e Strongyloides westeri (4,00%) were observed on fecal cultures. Gastrointestinal strongyles egg output and larvae of 3rd stage (L3), showed an average of 50,8 GIS/EPG -0,8L3, respectively. In parasitic associations, only one animal showed simple infection (6,25%), seven (43,75%) double infection, three (18,75%) triple infection, and the remaining five (31,25%), more than three species. Results were statistically analysed using PROC GLM of SAS (Statystical Analisys System).
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/384
ISSN: 0872-5292
Aparece nas colecções:Artigos em revistas nacionais_ESAS

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
CRESPOMV_poldros04.pdf821,71 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.