Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/370
Título: Sobre uma população de ixodídeos colhida em troféus de caça nas províncias do Cabo e de Mpumalanga (República da África do Sul) e de Matabeleland South (Zimbabwé)
Autor: Rosa, Fernanda
Crespo, Maria Virgínia
Oliveira, Bernardo
Palavras-chave: Ixodidae
Artiodactyla
Carnivora
República da África do Sul
Eastern Cape
Mpumalanga
Matabeleland South
Data: 2010
Citação: ROSA; F; CRESPO, M. V.; OLIVEIRA, B. (2010) -Sobre uma população de ixodídeos colhida em troféus de caça nas províncias do Cabo e de Mpumalanga (República da África do Sul) e de Matabeleland South (Zimbabwé. II Congresso Angolano de Medicina Veterinária, XII Congresso de Medicina Veterinária em Língua Portuguesa, Huambo(Angola),19-21 Outubro.
Resumo: Durante os meses de Maio de 2008 e de 2009 e Março de 2010, foram observados treze troféus de caça obtidos em reservas de caça privadas nas províncias de “Eastern Cape” e Mpumalanga (República da África do Sul) e de Matabeleland South (Zimbabwé), tendo-se recolhido ixodídeos em vertebrados pertencentes à Classe Mammalia (Artiodactyla e Carnivora). A identificação baseou-se na chave adoptada por Travassos Dias (1989), nas descrições do género Rhipicephalus efectuadas por Walker et al. (2000) e na morfologia das genitálias. Dos 39 exemplares colhidos, 17 (89,74%) eram adultos e os restantes (10,26%), ninfas e larvas, com igual distribuição. Identificaram-se Ixodes sp. (12,82%) em Tragelaphus strepsiceros capensis e Oreotragus oreotragus; Haemaphysalis leachi (2,56%) em Caracal caracal e Haemaphysalis spp. (12,82%) em Tragelaphus scriptus silvaticus; Rhipicephalus evertsi evertsi (5,13%) em Taurotragus oryx; Rhipicephalus simus (5,13%) em Panthera leo; Rhipicephalus spp. (5,13%) em Damaliscus dorcas philipsi, Damaliscus dorcas; Hyalomma truncatum (7,69%) em Damaliscus dorcas, Rhapicerus melanotis e Cervus unicolor; Amblyomma hebraeum (46,15%) em Taurotragus oryx e Sincerus caffer; Boophilus sp. (2,56%) em Tragelaphus strepsiceros capensis. Relativamente a estudos anteriores, realizados na província de “Eastern Cape”, pelos mesmos autores, mas em épocas distintas, verificou-se um aumento da prevalência para a infecção por Ixodes sp. e Hyalomma truncatum. A espécie Amblyomma hebraeum evidenciou os valores de prevalência mais elevados, ou seja 30,77%, e a maior carga parasitária média, com 4,5 espécimes por hospedeiro parasitado. Com excepção do macho, salienta-se a presença de todas as formas de evolução no mesmo hospedeiro (Tragelaphus scriptus silvaticus) relativamente a Haemaphysalis sp. Predominaram as infecções simples (84,62%) e apenas ocorreram infecções duplas em três vertebrados (géneros: Ixodes e Boophilus, Rhipicephalus e Hyalomma). Salienta-se ainda que algumas das espécies identificadas poderão assegurar o ciclo de vida de alguns agentes patogénicos, nomeadamente de Ehrlichia ruminantium, Anaplasma spp., Theileria spp., entre outros, e consequentemente desempenhar um papel importante na transmissão destes às diversas populações silvestres e domésticas que coabitem os mesmos habitats.
Descrição: Apresentação em Painel
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/370
Aparece nas colecções:Posters em conferências e congressos_ESAS

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
CRESPOMV_CarraçasRAS_Angola 2010.pdf4,78 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.