Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/354
Título: A gestão educacional e o bullying: um estudo em escolas portuguesas
Autor: Lourenço, Lélio
Pereira, Beatriz
Paiva, Débora
Gebara, Carla
Palavras-chave: Bullying
Gestão educacional
Escolas portuguesas
Data: 2009
Editora: Instituto Politécnico de Santarém, Escola Superior de Educação
Citação: LOURENÇO, Lélio; PEREIRA, Beatriz; PAIVA, Débora; GEBARA, Carla - A gestão educacional e o bullying: um estudo em escolas portuguesas. Revista Interacções. Nº13 (2009), p.208-228
Resumo: A violência escolar tem sido alvo de uma preocupação crescente nas últimas duas décadas, nota-se um grande aumento da investigação sobre o tema, em especial sobre um tipo específico de violência escolar – o bullying. O bullying pode ser definido como uma ação em que um ou mais indivíduos agridem física, verbal ou emocionalmente outro indivíduo. O fenômeno se apresenta como um padrão repetido de intimidação física e psicológica, cuja intenção é provocar mal-estar, dominar socialmente (e fisicamente) o outro e demonstrar poder perante o grupo social. Os conflitos provenientes do bullying afetam as relações formais e informais entre os alunos podendo atingir situações de agressividade e violência. Tendo em vista estes aspectos, a pesquisa delineou-se com o objectivo de identificar, compreender a dimensão do problema e analisar os níveis de bullying num conjunto de agrupamento de escolas da Sub-Região de Saúde de Bragança, no nordeste de Portugal. Almeja-se ainda perceber a quem é que as crianças pedem ajuda em situação de vitimação uma vez que a rede de apoios é importante para desenhar linhas fundamentais do programa de intervenção. Os resultados apontam que 36,4% dos alunos respondentes afirmaram terem sofrido agressão, uma, duas ou mais vezes. Salienta-se que a maior parte das agressões ocorre no recreio. Por fim, ressalta-se que mais de 70% dos alunos inquiridos apontaram apreciar a presença de professores e principalmente de funcionários, no ambiente do recreio. - School violence has been the subject of growing concern in the last two decades, there is a large increase in research on the topic, especially on one particular type of school violence - bullying. Bullying can be defined as an action in which one or more individuals assaulted physically, verbally or emotionally another person. The phenomenon presents itself as a repeating pattern of physical and psychological intimidation, intended to cause discomfort, dominate socially (and physically) each other and can demonstrate to the social group. Conflicts from the bullying affect the formal and informal relationships between students can reach positions of aggression and violence. Considering these aspects, the research was outlined in order to identify, understand the scale of the problem and analyze the level of bullying in a number of school cluster the Sub-Region of Health of Portugal, in north-eastern Portugal. It also aims to realize who are the children ask for help in a situation of victimization as a support network is important to draw lines of the intervention program. The results show that 36.4% of students’ respondents said they suffered aggression, one, two or more times. Note that the majority of violence occurs in the playground. Finally, we emphasize that more than 70% of students surveyed indicated assess the presence of teachers and staff especially in the environment of the playground.
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/354
ISSN: 1646-2335
Versão do Editor: http://nonio.eses.pt/interaccoes/artigos/M11%20-%20Louren%E7o%20et%20al.pdf
Aparece nas colecções:Volume 5 - 2009 - nº13

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
M11.pdf124,34 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.