Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/322
Título: Práticas pedagógicas em uma organização não-governamental: possibilidades para pensar culturas e meio ambiente
Autor: Barzano, Marco
Palavras-chave: ONG
Pedagogia Griô
Culturas
Meio Ambiente
Data: 2009
Editora: Instituto Politécnico de Santarém, Escola Superior de Educação
Citação: BARZANO, Marco Antonio Leandro - Práticas pedagógicas em uma organização não-governamental: possibilidades para pensar culturas e meio ambiente. Revista Interacções. Nº11 (2009), p.103-121
Resumo: O objetivo deste artigo é discutir as práticas pedagógicas da Organização Não-Governamental (ONG) Grãos de Luz e Griô, localizada na cidade de Lençóis, no estado da Bahia, Brasil. Esta instituição serviu como locus para o desenvolvimento de minha pesquisa de doutorado em Educação. Nela são desenvolvidas atividades com crianças, adolescentes e jovens, cuja centralidade temática nos últimos anos tem sido a cultura africana. A figura do velho griô, o contador de histórias do noroeste da África, foi a inspiração para a abordagem dos temas desenvolvidos em suas oficinas e cooperativas e no trabalho pedagógico junto às escolas da cidade. Optei por uma metodologia qualitativa, contemplando diversas estratégias, tais como: observação, análise de artefatos como documentos e vídeos, e entrevistas a educadores e educandos. Aponto alguns resultados, ressaltando que a ONG inventa um griô para a cidade de Lençóis, com a intenção de que este personagem contribua tanto para a inserção da tradição oral na abordagem das práticas pedagógicas, quanto na invenção de uma pedagogia que é nomeada de Pedagogia Griô. Trago para discussão neste texto a problematização acerca da imbricação culturas e meio ambiente, pois em seu passado, a ONG abordava práticas de educação ambiental nas oficinas e cooperativas. Defendo neste artigo que a abordagem centralizada nas culturas que se opera nas oficinas e cooperativas pode ser considerada como ambiental. - This article intends to argue about “Grãos de Luz and Griô – Non Governmental Organization (NGO)” educational practices in Lençóis, Bahia State, Brazil. Children, teenagers and young people educational activities focused on African culture were developed at this NGO. These activities were inspired on the ancient tales narrator Griô from Northwest Africa. This qualitative study resorted to observation, documents’ and videotapes’ analysis and interviews to teachers and students. Some results emphasize the invention of the Griô character at the city of Lençois, in the expectation that he can gives contribution to the oral tradition throughout pedagogic practices, as making a Grio´s Pedagogy. In this text I bring to the discussion, the issues relating cultures and environment, as in the past, the NGO used to work with environmental issues during its workshops and educational meetings. I believe that the cultural approach used by the NGO during their workshops and educational meetings, can be seen as an environmental one.
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/322
ISSN: 1646-2335
Versão do Editor: http://nonio.eses.pt/interaccoes/artigos/K6%281%29.pdf
Aparece nas colecções:Volume 5 - 2009 - nº11

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
K6.pdf72,5 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.