Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/259
Título: Do currículo, das interacções e da aprendizagem como construção identitária
Autor: Oliveira, Isolina
Palavras-chave: Currículo
Espaços de pensamento
Aprendizagem dialógica
Mediação
Transições; Identidades
Data: 2007
Editora: Instituto Politécnico de Santarém, Escola Superior de Educação
Citação: OLIVEIRA, Isolina - Do currículo, das interacções e da aprendizagem como construção identitária. Revista Interacções. Nº6 (2007), p.65-91
Resumo: Entendemos o currículo numa perspectiva flexível e abrangente que privilegia a aprendizagem dialógica, como interacção conversacional, visando a compreensão mútua mediante um processo partilhado de questionamento. Neste artigo analisamos a influência de um currículo, onde se priorizou a criação de espaços de pensamento (Perret-Clermont, 2004), no processo de transição, mais especificamente na reconstrução de identidades em jovens em situação de abandono escolar. Seguindo uma abordagem sociocultural, recolhemos os testemunhos sobre as experiências vividas dos quinze jovens, em momentos diversos das suas trajectórias: no final dos dois anos em que decorreu o projecto e três anos após ter terminado. A análise incidiu nas entrevistas realizadas aos jovens nesses dois momentos, nos registos das notas de campo da investigadora, em fotografias e em diversos documentos, nomeadamente produções dos jovens alunos. As relações interpessoais, em particular com os professores e a psicóloga e a possibilidade de participarem numa comunidade de aprendizagem assumem um lugar de destaque nas narrativas desses jovens. Isto significa que usaram as experiências proporcionadas pelo currículo como ferramenta mediacional para se reposicionarem como pessoas nos seus campos sociais e simbólicos, tornando-se capazes de projectar os seus futuros. - We assume the curriculum in a flexible approach, including an emphasis in dialogic learning, as a conversational interaction to a mutual comprehension through a shared process of inquiry. We examine the influence of an alternative curriculum in which the emergence of thinking spaces was privileged in transitional work, namely in the reconstruction of the identity of fifteen at-risk students, i.e., teenagers experiencing a school drop-out situation. Following a sociocultural approach young students’ past experiences were collected in two distinct moments: one year after the alternative curriculum and three years later, in order to analyze: 1) memories of their experiences in the project; and 2) how they perceived this alternative curriculum’s impact on their social representation of the school and their future. The analysis draws on students' interviews, observations/accounts of a situation, photographs and by analysing documents, particularly students’ protocols. The affective relations with the teachers and the psychologist, and their participation on learning community are dominants on students’ narratives. This means that the curriculum as a mediational tool shaped transitions that contributed to the emergence of processes of repositioning of the person in her social and symbolic fields, enabled students to project their future.
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/259
ISSN: 1646-2335
Versão do Editor: http://nonio.eses.pt/interaccoes/artigos/F3.pdf
Aparece nas colecções:Volume 3 - 2007 - nº06

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
F3.pdf125,91 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.