Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/241
Título: Toward a more relativistic view of science: newspapers as a pedagogical tool
Autor: Jr., Ivan
Palavras-chave: Newspapers
Pedagogy
Science
Scientific method
Data: 2006
Editora: Instituto Politécnico de Santarém, Escola Superior de Educação
Citação: JR.,Ivan A. Shibley - Toward a more relativistic view of science: newspapers as a pedagogical tool. Revista Interacções. Nº3 (2006), p.70-86
Resumo: Science teachers have an obligation to help students develop intellectually which at times can be antithetical to scientific thinking. Using William Perry’s theory of intellectual development, this article explores the use of controversy in the science classroom to help ‘nudge’ student development from dualistic to relativistic thinking. Three specific issues are discussed: stem cells, intelligent design, and global warming. Students can sometimes leave a science class with the mistaken view that science has the ability to answer all questions which can cause cognitive dissonance between scientific knowledge and other forms of knowledge. This article suggests that simply posing the question about the limits of science’s reach can provide a pedagogically rich curriculum. Using newspapers can help science teachers deal with student intellectual development in ways that the traditional curriculum cannot. - Os professores de ciências têm a obrigação de ajudar os alunos a desenvolverem-se intelectualmente o que, por vezes, pode ser antitético ao pensamento científico. Recorrendo à teoria de desenvolvimento intelectual de William Perry, este artigo explora a utilização de controvérsias na aula de ciências como forma de ajudar os alunos a passarem de um pensamento dualista para um pensamento relativista. São discutidos três assuntos específicos: células estaminais, teoria do design inteligente e aquecimento global. Por vezes, os alunos podem sair das aulas de ciências com a ideia errónea de que a ciência tem a capacidade de resolver qualquer questão, podendo originar dissonância cognitiva entre o conhecimento científico e outras formas de conhecimento. Este artigo sugere que a simples abordagem da questão dos limites do empreendimento científico pode proporcionar um currículo pedagogicamente rico. A utilização de jornais permite aos professores de ciências estimular o desenvolvimento intelectual dos alunos de formas não abrangidas pelo currículo tradicional.
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/241
ISSN: 1646-2335
Versão do Editor: http://nonio.eses.pt/interaccoes/artigos/C6.pdf
Aparece nas colecções:Volume 2 - 2006 - nº03

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
C6.pdf79,44 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.