Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/2213
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorOliveira, Pedro-
dc.contributor.authorHenrique, Ana Raquel de Oliveira-
dc.date.accessioned2018-05-16T13:34:04Z-
dc.date.available2018-05-16T13:34:04Z-
dc.date.issued2018-05-15-
dc.identifier.citationHenrique, A. (2018). Benefícios e constrangimentos na implementação de um sistema de gestão da qualidade:o caso do Centro de Reabilitação e Integração Torrejano (CRIT) (Mestrado). Escola Superior de Gestão e Tecnologia, Santarém. Disponível na WWW em: <http://hdl.handle.net/10400.15/2213>pt_PT
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10400.15/2213-
dc.descriptionDissertação, Mestrado, Gestão de Organizações de Economia Social, Instituto Politécnico de Santarém, Escola Superior de Gestão e Tecnologia, 2018pt_PT
dc.description.abstractNa última década verificou-se uma restruturação nos métodos de trabalho nas organizações e, de um modo particular, nas Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS). Têm-se testemunhado, de facto, mudanças impostas pelos mercados, pelo Instituto da Segurança Social e pela necessidade de estas organizações serem cada vez mais eficientes. A certificação enquanto ferramenta de gestão é relevante para a inovação e desenvolvimento sustentável de uma organização, e é um resultado de uma boa gestão – um fator de motivação e de reconhecimento do desempenho. Este estudo avalia quais os benefícios e os constrangimentos da implementação do Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) de uma IPSS, o Centro de Recuperação e Integração Torrejano (CRIT). O estudo divide-se em três partes distintas que se complementam. Na primeira parte é feito um enquadramento teórico no âmbito da qualidade compreendendo: a contextualização; conceitos; os 10 princípios da qualidade; o SGQ; a mudança organizacional; processo de gestão e a implementação e resistência à mudança. Na segunda parte é apresentada uma breve descrição do CRIT: a sua identificação; objetivos; política da qualidade; o enquadramento histórico e as suas valências. Na terceira parte apresenta-se o estudo empírico com vista a perceber se a implementação do SGQ trouxe benefícios ou constrangimentos nas perceções da Direção, Coordenação, Quadro Técnico e Clientes das várias valências do CRIT. Em geral, com este estudo aplicado contribui-se, por um lado, para uma melhor perceção dos constrangimentos existentes na aplicação do SGQ nesta entidade, de modo que a respetiva gestão de topo passe a dispor de informação útil para superá-los, retirando mais proveito da implementação do EQUASS. Por outro lado, torna-se mais evidente a perceção dos principais benefícios em matéria de melhoria contínua das respostas sociais.pt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.rightsopenAccesspt_PT
dc.subjectQualidadept_PT
dc.subjectSistema de gestão da qualidadept_PT
dc.subjectModelo EQUASSpt_PT
dc.subjectMudança organizacionalpt_PT
dc.subjectResistência à mudançapt_PT
dc.titleBenefícios e constrangimentos na implementação de um sistema de gestão da qualidade:o caso do Centro de Reabilitação e Integração Torrejano (CRIT)pt_PT
dc.typemasterThesispt_PT
dc.description.versionN/Apt_PT
dc.peerreviewedyespt_PT
dc.identifier.tid201919249-
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado_ESGTS
Mestrado em Gestão de Organizações de Economia Social

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
AnaRaquelOliveiraHenrique_Mestrado_GOES_2018.pdf1,92 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.