Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/207
Título: O envolvimento familiar no processo de decisão dos jovens à saída do 9º ano
Autor: Faria, Susana
Palavras-chave: Processo de tomada de decisão
Envolvimento familiar
Projecto vocacional
Construção de identidade
Data: 2006
Editora: Instituto Politécnico de Santarém, Escola Superior de Educação
Citação: FARIA, Susana - O envolvimento familiar no processo de decisão dos jovens à saída do 9º ano. Revista Interacções. Nº 2 (2006), p.113-140
Resumo: A influência familiar nos projectos escolares e profissionais dos jovens pode fazer-se sentir de várias formas: transmitindo valores e informações sobre as profissões, actuando como modelo ou impondo uma profissão. Tem, em todo o caso, um papel inquestionável enquanto estruturante das decisões do adolescente, razão pela qual não pode deixar de ser equacionado na análise do processo de decisão vocacional. O presente artigo incide sobre um dos momentos que considero mais problemáticos na vida escolar dos alunos e respectivas famílias – o momento em que é necessário escolher uma área de estudos que dará (ou não) acesso a um curso superior e/ou uma profissão. Com o trabalho de campo que desenvolvi, procurei aceder às diferentes racionalidades presentes nas decisões relativas à continuidade do percurso escolar e/ou profissional, a partir do 10º ano, mas também analisar a “unidade de decisão”, isto é a participação (mais do que influência) de outros actores sociais: professores, orientadores, amigos e familiares. O processo de decisão surge, nesta perspectiva, como um produto social, fruto de constrangimentos vários: representações, vocações e expectativas, por um lado, mas também da pressão familiar, do “seguir os amigos”, da “proximidade de uma escola” ou simplesmente da “fuga a uma disciplina.” Mais do que explicar o processo de decisão dos alunos, procurei compreender a forma como este se desenvolve em cada caso, compreender o modo como os jovens e as famílias lidam com a tarefa identitária, que sentido lhe atribuem e, neste sentido, quais as representações que fazem do meio que os rodeia. Nesta perspectiva, realizei entrevistas em profundidade aos alunos e respectivas famílias, mas recorri também à realização de dois questionários a um conjunto de turmas do 9º ano de três escolas do 3º Ciclo do Ensino Básico (3º CEB) da região de Leiria. O primeiro, administrado durante o mês de Fevereiro de 2002, permitiu-me um primeiro diagnóstico da situação em que se encontravam os alunos relativamente às suas decisões e, neste sentido, funcionou como uma forma de aproximação ao terreno. O objectivo foi confrontá-lo com um segundo questionário, realizado no final do ano lectivo, a fim de analisar a evolução registada no que diz respeito às intenções de escolha. Acima de tudo, daqui resultou a selecção do conjunto de alunos a estudar com maior profundidade, constituindo um grupo onde procurei que a diversidade endógena (sócio-cultural) estivesse contemplada. Foi junto deste grupo que procurei uma abordagem fenomenológica, onde as entrevistas com os alunos e respectivas famílias assumiram especial relevo. O texto que se segue recai essencialmente sobre esta dimensão qualitativa da investigação, pelo que a par de uma fundamentação teórica invocarei os testemunhos dos actores envolvidos, em especial, aqueles que reflectem a influência familiar no processo de decisão vocacional. - Family influence on school and career youngsters’ aspirations can be regarded in many ways: as communicating values and information about different occupations; as acting as an example; or as imposing a career. In any case, family involvement plays an unquestionable role. That is why one has to keep it in mind when tries to analyse decision making processes regarding vocational careers. The current paper is about one of the most delicate moments in students and their family’s school life: the moment when students have to choose a branch of school knowledge which can lead them (or not) to a higher education program or to a vocational one. These considerations result from a broader research. Through the empirical study I tried to grasp the different rationalities present in the decision making about school and career projects at the end of compulsory education (9th grade), focusing in the unit of decision, that is to say, in the participation (more than influence) of other social actors: teachers, counsellors, peers and family. The decision making process arises, from this point of view, as a social product resulting from different constraints. On the one hand, there are representations, personal vocation, and expectations, and, on the other hand, family pressure, the proximity of a school and the available reports, “following the friends” or just avoid a discipline. More than explaining the decision making process of students, I tried to understand the way it develops in each case, the way students and their families cope with identity building process, which meaning they attribute to it and, thus, the representation they make of the world that surrounds them. According to this perspective, I conducted in-depth interviews to students and their families, but I also conducted two surveys with several 9th grade classes from three public schools in the area of Leiria (Portugal). The first one, carried out in February 2002, worked as a first diagnosis about the students’ decision making processes at that moment and allowed me to get in the research field. The purpose was to make a comparison with the second survey, conducted at the end of the school year in order to understand the evolution of the decision making process. From here it resulted the selection of a set of cases to be studied in depth, making a group where endogenous (socio-cultural) diversity was present.
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/207
ISSN: 1646-2335
Versão do Editor: http://nonio.eses.pt/interaccoes/artigos/B5%281%29.pdf
Aparece nas colecções:Volume 2 - 2006 - nº02

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
B5(1).pdf106,03 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.