Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/2003
Registo completo
Campo DCValorIdioma
degois.publication.firstPage103pt_PT
degois.publication.issue5pt_PT
degois.publication.lastPage112pt_PT
degois.publication.locationSantarémpt_PT
degois.publication.titleRevista da UI-IPSpt_PT
dc.contributor.authorVala, Mafalda-
dc.contributor.authorNeto, Paulo-
dc.contributor.authorSivério, Luís-
dc.contributor.authorReis, Alcinda-
dc.contributor.authorAmendoeira, José-
dc.date.accessioned2018-01-12T15:31:55Z-
dc.date.available2018-01-12T15:31:55Z-
dc.date.issued2014-
dc.identifier.citationVala, Mafalda; Neto, Paulo; Silvério, Luís; Reis, Alcinda; Amendoeira, José (2014). Cuidar de crianças hospitalizadas culturalmente diversas. Revista da UIIPS, n. 5, p. 103-112, 2014.pt_PT
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10400.15/2003-
dc.description.abstractOs contextos de cuidados de Enfermagem em Pediatria caraterizam-se por frequentemente serem desenvolvidos com crianças hospitalizadas culturalmente diversas e em parceria com as suas famílias, em diferentes fases de transição. O principal objetivo do artigo foi caracterizar a evidência científica obtida sobre a integração dos familiares no processo de cuidados culturalmente congruente a crianças hospitalizadas, culturalmente diversas. Foi utilizada a Revisão Sistemática de Literatura como metodologia para uma primeira compreensão deste fenómeno, tendo sido formulada a seguinte questão em formato PICO: A integração da família no processo de cuidados contribui para os cuidados culturalmente congruentes a crianças hospitalizadas, culturalmente diversas? Procedeu-se à pesquisa na plataforma EBSCO (CINAHL Plus; Medline; Cochrane Database of systematic reviews; Nursing and Allied Health Collection: Basic & Comprehensive; Medical Latina), prosseguindo o protocolo estabelecido. As evidências encontradas permitiram confirmar que os enfermeiros devem ter em conta os seus próprios contextos culturais, podendo ser significativamente diferentes dos das pessoas que cuidam. É determinante a integração dos familiares no processo de cuidados promovendo assim ações e decisões feitas à medida, adequadas aos valores, às crenças e aos modos de vida da criança e da família.pt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.publisherRevista UI-IPSpt_PT
dc.relation.ispartofseries2;-
dc.rightsopenAccesspt_PT
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by/4.0/pt_PT
dc.subjectFamíliaspt_PT
dc.subjectDiversidade Culturalpt_PT
dc.subjectCriança hospitalizadapt_PT
dc.subjectEnfermagempt_PT
dc.titleCuidar de crianças hospitalizadas culturalmente diversaspt_PT
dc.typearticlept_PT
dc.description.versioninfo:eu-repo/semantics/publishedVersionpt_PT
dc.peerreviewedyespt_PT
Aparece nas colecções:Artigos em revistas nacionais_ESSS

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
CUIDAR DE CRIANÇAS HOSPITALIZADAS CULTURALMENTE DIVERSAS.pdf558,68 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.