Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/1914
Título: Clima motivacional, regulação da motivação e perceção de esforço dos atletas no futebol
Autor: Monteiro, Diogo
Moutão, João
Baptista, Pedro
Cid, Luis
Palavras-chave: teoria da autodeterminação
teoria dos objetivos de realização
motivação
perceção de esforço
desporto
self-determination theory
achievement goal theory
motivation
perceived effort
sport
Data: 2014
Editora: Desafios Singulares
Citação: Monteiro, Diogo; Moutão, João; Baptista, Pedro; Cid, Luis. Clima motivacional, regulação da motivação e perceção de esforço dos atletas no futebol, Motricidade, 10, 4, 94-104, 2014.
Resumo: O objetivo deste estudo foi testar a integração de dois modelos teóricos motivacionais (teoria da autodeterminação e teoria dos objetivos de realização), com o intuito de analisar o impacto do clima motivacional na regulação da motivação e na perceção de esforço. Participaram neste estudo 460 atletas, todos jogadores de futebol do género masculino, do nível distrital e nacional, das categorias de iniciados, juvenis, juniores e seniores, com uma média de idades de 17.42 ± 4.37 anos. A qualidade do modelo de equações estruturais foi examinada através do valor de qui-quadrado, e de alguns índices complementares de ajustamento. Os resultados suportam a adequação do modelo (S-Bχ²= 288.84, df= 147, p< 0.001, S-Bχ²/df= 1.96, SRMR= 0.049, NNFI= 0.912, CFI= 0.924, RMSEA= 0.046, 90%IC RMSEA= 0.038−0.054), evidenciando que um clima motivacional orientado para a tarefa tem um efeito positivo significativo sobre a motivação autónoma, que por sua vez tem um efeito positivo significativo sobre a perceção do esforço dos atletas. Por outro lado, um clima motivacional orientado para o ego teve um efeito positivo sobre a motivação controlada, que por sua vez teve um efeito negativo sobre a perceção de esforço, embora não seja significativo.
The purpose of this study was to test the integration of two motivational theoretical models (selfdetermination theory and the achievement goal theory) to analyze the impact of motivational climate in the regulation of motivation and athletes´ effort perception. Participated in the study 460 athletes (male football players at both regional and national level, on the categories of beginners, youth, juniors and seniors, with 17.42 ± 4.37 years-old). The quality of the structural equation model was examined by the Chi-square value and some complementary model fit indices. The results support the model fit (S-Bχ²= 288.84, df= 147, p< 0.001, S-Bχ²/df= 1.96, SRMR= 0.049, NNFI= 0.912, CFI= 0.924, RMSEA= 0.046, 90%IC RMSEA= 0.038−0.054 ), suggesting that a motivational task-oriented climate has a significant positive effect on autonomous motivation, which in turn has a significant positive effect on athletes' effort perception. On the other hand, an ego-oriented environment had a positive effect on the controlled motivation, which in turn had a negative effect on athletes' effort perception, although not significant
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/1914
DOI: https://doi.org/10.6063/motricidade.10(4).3453
ISSN: 2182-2972
Versão do Editor: http://revistas.rcaap.pt/motricidade/article/view/3453/4866
Aparece nas colecções:Artigos em revistas nacionais - ESDRM

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Monteiro_Moutão_Cid_2014_ISI_Motricidade.pdf257,58 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.