Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/158
Título: Fertilidade de solos afectados por práticas de silvicultura intensiva : 2. Efeitos da gestão dos resíduos de abate e da sua composição química nas dinâmicas do P, Ca, Mg e K
Outros títulos: Soil fertility affected by intensive silvicultural prectices. 2. Effect of organic residues management and its chemical composition in the dynamic of P, Ca, Mg and K
Autor: Azevedo, António
Madeira, M.
Hilário, L.
Marques, P.
Palavras-chave: Silvicultura intensiva
Eucalyptus globulus
Abate (árvores)
Gestão de resíduos orgânicos
Data: 2005
Editora: Sociedade de Ciências Agrárias de Portugal
Citação: AZEVEDO, António Amaral [et al.] - Fertilidade de solos afectados por práticas de silvicultura intensiva : 2. Efeitos da gestão dos resíduos de abate e da sua composição química nas dinâmicas do P, Ca, Mg e K In: Revista de Ciências Agrárias. ISSN 0871-018X. - 28, 2(2005): 99-112
Resumo: Os efeitos da gestão dos resíduos de abate (folhas, cascas, raminhos e ramos) e da sua composição química nas dinâmicas do P, Ca, Mg e K, foram estudados em plantações de Eucalyptus globulus, instaladas em Arenossolos na região Centro de Portugal. Os tratamentos consistiram na redistribuição dos resíduos de abate na superfície do solo (S) e na sua incorporação por gradagem (I). A mobilidade dos nutrientes foi, de um modo geral, K>Mg>P>Ca, tendo este padrão sido verificado, quer em relação aos tratamentos, quer em relação às diferentes componentes dos resíduos de abate. No final de estudo, os resíduos dos tratamentos apresentavam uma proporção remanescente de P, Mg e K semelhante e que era, respectivamente, de 51, 27 e 10%. A proporção remanescente de Ca no tratamento S (63%) era, todavia, de cerca do dobro da do tratamento I. A libertação de P, Mg e K foi de, respectivamente, 8, 44 e 128 Kg ha-1, tendo no tratamento S ocorrido uma libertação de Ca de cerca de 156 Kg ha-1. À excepção dos ramos e apenas no caso particular do P, todas as componentes de abate funcionaram como fonte de Ca, Mg e K. Os resultados sugerem que a calendarização do corte e a data de replantação das árvores deverá ser ponderada, o mesmo acontecendo com a fertilização nos primeiros anos de plantação, que não deverá trazer benefícios.
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/158
ISSN: 0871-018X
Aparece nas colecções:Comunicações em conferências e congressos_ESAS

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
AZEVEDOA_GestResíduos2_2003.pdf873,63 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.