Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/1348
Título: Intervenções do Enfermeiro de Reabilitação que promovem a autonomia da pessoa dependente em processo de transição no autocuidado transferir-se.
Autor: Santo, Sofia
Orientador: Lourenço, José
Santos, Júlia
Palavras-chave: PRATICA DE ENFERMAGEM
REABILITAÇAO
MOBILIDADE
AUTOCUIDADO
Data de Defesa: Jul-2015
Citação: Santo, S. (2015). Intervenções do Enfermeiro de Reabilitação que promovem a autonomia da pessoa dependente em processo de transição no autocuidado transferir-se.
Resumo: Este relatório surge no âmbito do Curso de Mestrado em Enfermagem de Reabilitação, integrado na Unidade Curricular Estágio II e Relatório. Com a sua elaboração pretende‐se apresentar a análise e reflexão das competências adquiridas durante o ensino clínico, nos três contextos da prática profissional, com base nos modelos teóricos de Orem e Meleis. Pretendese ainda compreender se a intervenção do Enfermeiro Especialista em Enfermagem de Reabilitação no âmbito da reeducação funcional motora promove o autocuidado transferir‐se na pessoa em processo de transição, através da revisão sistemática da literatura, após a formulação da pergunta de investigação com formato PI[C]O. A pesquisa foi efetuada na Plataforma EBSCO (2015/03/04) nas bases de dados: CINAHL Complete, MEDLINE Complete, Nursing & Allied Health Collection: Comprehensive, Cochrane Database of Systematic Reviews e MedicLatina. Foram pesquisados artigos em texto integral, publicados entre 2005 e 2015, utilizando as seguintes palavras‐chave: Nursing practice AND Rehabilitation AND Mobility. De um total de 6 artigos encontrados foram excluídos 3 após a leitura do título, resumo e introdução e incluídos 3 de acordo com os critérios previamente definidos. O conjunto da literatura argumenta que a pedra angular para a promoção da mobilidade é a prevenção da imobilidade, focando os objetivos dos cuidados de enfermagem de reabilitação, na melhoria da coordenação de movimentos, equilíbrio e tolerância, manutenção da força muscular e da força conjugada com a flexibilidade. Outros autores especificam intervenções com mais detalhe, explorando o papel do enfermeiro na performance dos exercícios de amplitude de movimento, sugerindo que estes podem ajudar a manter e melhorar a força muscular, o tónus, a mobilidade e a função cardiovascular dos pacientes. Da análise dos artigos foi possível constatar que autotransferir‐se é considerado um componente da mobilidade, quer no âmbito da avaliação inicial de enfermagem de reabilitação, quer no âmbito do planeamento e implementação das intervenções descritas como promotoras da mobilidade. Neste contexto, pode considerar‐se que as intervenções de enfermagem de reabilitação que promovem a mobilidade, promovem o autocuidado transferir‐se. This report comes under the Master in Rehabilitation Nursing, within the Course Stage II and Report. With its preparation is intended to present the analysis and reflection of the skills acquired during the clinical training, in the three contexts of professional practice, based on theoretical models of Orem and Meleis. It also aims to understand whether the intervention of the Specialized Rehabilitation Nursing within the motor functional re‐education promotes self‐care transfer in person in transition through systematic review of the literature, after the formulation of the research question with format PI [C] O. The research was carried out in EBSCO Platform (04/03/2015) in databases: CINAHL Complete, MEDLINE Complete, Nursing & Allied Health Collection: Comprehensive, Cochrane Database of Systematic Reviews and MedicLatina. We searched full‐text articles published between 2005 and 2015, using the following keywords: Nursing pratice AND Rehabilitation AND Mobility. A total of 6 articles were excluded 3 after reading the title, abstract and introduction and included 3 according to predefined criteria. The literature argues that set the cornerstone for the promotion of mobility is the prevention of immobility, focusing on the goals of rehabilitation nursing care, improving coordination, balance and tolerance, maintaining muscle strength and flexibility combined with strength. Other authors specify interventions in more detail, exploring the role of nurses in the performance of range of motion exercises, suggesting that these can help maintain and improve muscle strength of patients, tone, mobility and cardiovascular function. The analysis of the articles was established that Auto transfer up is considered a mobility component, or under the initial assessment of rehabilitation nursing, both in planning and implementation of interventions described as promoters of mobility. In this context can be considered that the rehabilitation nursing interventions that promote mobility, promote selfcare transfers.
Descrição: Relatório de Estágio apresentado para a obtenção do grau de Mestre em Enfermagem de Reabilitação
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/1348
Aparece nas colecções:Mestrado em Enfermagem de Reabilitação

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Mestrado - Estágio II e relatório - Sofia - FINAL.pdf3,3 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.