Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/1295
Título: Perfil psicológico de condutores do distrito de Lisboa - comparação entre categorias B e D: áreas percetivo-cognitiva, psicomotora e psicossocial
Autor: Borges, Paulo
Orientador: Silva, Carlos
Palavras-chave: condutores da categoria B e D
perfil psicológico de Condutores
atenção
rapidez percetiva
controlo emocional
confiança nos outros
ponderação
força do eu
controlo da situação
sentimento de bem-estar
autoconfiança
coordenação bimanual
coordenação óculo Manual Pedal
drivers of category B and D
psychological profile of drivers
quickly perceptive attention
emotional control
confidence in others
weighting
strenght I
monitoring the situation
feeling of well-being
self-confidence
coordination and bimanual oculus-manual-pedal
Data de Defesa: 20-Nov-2013
Resumo: Resumo O presente trabalho insere-se na pesquisa quantitativa e pretende destacar e analisar o Perfil Psicológico dos Condutores nas áreas, percetivo-cognitiva, psicomotora e psicossocial. Para tal utilizou-se uma metodologia quantitativa, de natureza exploratória e descritiva. Para concretizar o presente estudo recorre-se a uma amostra aleatória, com um total de 82 participantes – 41 condutores de Categoria B e 41 da Categoria D. A amostra apresenta requisitos de inclusão. Desta forma, apenas foram considerados os sujeitos maiores de 21 anos de idade, pois aqueles com idade inferior detêm o título provisório de condução e, na categoria D, a candidatura só pode ser efetuada a partir dessa idade; Possuir licença de condução; Residir no distrito de Lisboa e, possuir Nacionalidade Portuguesa. Definiram-se como principais objetivos: Analisar e caracterizar o perfil Psicológico dos condutores profissionais portugueses (Categoria B -Averbamento grupo II, motorista de Táxi e D- Transporte coletivo de passageiros); Analisar e caracterizar o tempo médio de resposta e de número de erros em provas de avaliação da coordenação nos condutores profissionais portugueses (Categoria B -Averbamento grupo II, motorista de Táxi e, D- Transporte coletivo de passageiros); Verificar se existem diferenças no perfil Psicológico dos condutores profissionais portugueses entre as Categorias B (Averbamento grupo II, motorista de Táxi) e D (Transporte coletivo de passageiros); Verificar se existem diferenças no tempo médio de resposta e de número de erros em provas de avaliação da coordenação, nos condutores profissionais portugueses entre as Categorias B (Averbamento grupo II, motorista de Táxi) e D (Transporte coletivo de passageiros); Correlacionar o perfil psicológico dos condutores das diferentes categorias, com o tempo médio de resposta e o número de erros em provas de avaliação de coordenação; Identificar as principais caraterísticas que possam conduzir a um número de condutores com perfil positivo de condução. Para a recolha dos dados, recorreu-se a dois instrumentos. O primeiro é uma entrevista estruturada, como meio de obter os dados demográficos do condutor, contendo: o tipo de avaliação que o condutor ou candidato necessita; a(s) categoria(s) que pretende renovar ou obter; os elementos de identificação pessoal: cartão de cidadão, n.º de contribuinte, n.º de licença de condução e, profissão.O segundo instrumento (Bateria de Avaliação Psicológica para Condutores - BAPCON) é de Silva e Sá (2010), explicando que é uma bateria de provas que tem por base a avaliação psicológica de condutores dos grupos 1 e 2 definidos pelo regulamento da Habilitação Legal para Conduzir (RHLC), anexo ao Decreto-lei 313/2009 de 27 de Outubro. Perante o objetivo do estudo e a revisão de literatura e, para apurar o estado da arte do tema em questão, levantou-se a hipótese: A população de condutores da Categoria D (Transporte Coletivo de Passageiros) do distrito de Lisboa apresenta um perfil Psicológico com níveis superiores, em relação à população de condutores da Categoria B (Taxistas- Averbamento Grupo II). Os resultados demonstraram que a população de condutores da Categoria D (Transporte Coletivo de Passageiros) do distrito de Lisboa apresentam um perfil psicológico com valores mais elevados do que a população de condutores da categoria B (Taxistas- Averbamento Grupo II).
Abstract This work is part of the quantitative research and aims to highlight and analyze the Psychological Profile of Conductors areas, perceptual-cognitive, psychomotor and psychosocial. For this we used a quantitative methodology, exploratory and descriptive. To achieve this study resorts to a random sample, with a total of 82 participants 41 drivers of Category B and 41 Category D. The sample presents requirements for inclusion. Thus, the subjects were considered only those 21 years of age, for those under the age hold the provisional driving, and category D, the application can only be made after this age; Possess driving license; Reside in Lisbon district, and has Portuguese nationality. Were defined as main objectives: to analyze and characterize the profile of professional drivers Psychological Portuguese (Category B-II group Endorsement, taxi driver and D-collective passenger transport); analyze and characterize the average response time and number of errors assessment tests in coordination in Portuguese professional drivers (Category BEndorsement group II, Taxi Driver, and D-collective passenger transport); Check whether there are differences in the psychological profile of drivers Portuguese professionals between categories B (group II Endorsement , Taxi Driver) and D (collective passenger transport); Check whether there are differences in average response time and number of errors in assessment tests of coordination, the Portuguese professional drivers between categories B (group II Endorsement, driver cab) and D (collective passenger transport); correlate the psychological drivers of different categories, with the average response time and number of errors in assessment tests of coordination, identify the main features that may lead to a number of drivers Driving with positive profile. For data collection, we used the two instruments. The first is a structured interview as a means to obtain the demographics of the driver, containing: the kind of assessment that requires the driver or applicant, the category (s) you want to renew or obtain, the personal identifiers: citizen card, n. º taxpayer, n. º driving license and profession. The second instrument (BAPCON) is Silva e Sá (2010), explaining that it is a battery of tests that is based on the psychological assessment of drivers in groups 1 and 2 defined by regulation to conduct legal Habilitation (RHLC), attached Decree-Law 313/2009 of 27 October. Given the purpose of the study and the literature review and to determine the state of the art theme, raised the hypothesis: The population of drivers Category D (Public Transport Passenger) district of Lisbon introduces a profile with Psychological higher levels, relative to the population of drivers of Category B (Taxi-Endorsement Group II). The results showed that the population of drivers Category D (Public Transport Passenger) district of Lisbon presented a psychological profile with higher values than the population of drivers of category B (Taxi-Endorsement Group II).
Descrição: Dissertação apresentada com vista à obtenção do grau de Mestre em Psicologia do Desporto e do Exercício
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/1295
Aparece nas colecções:Mestrado em Psicologia do Desporto e Exercício

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Mestrado Paulo Borges.pdf2,23 MBAdobe PDFVer/Abrir
Capa Dissertação Mestrado Paulo Borges.pdf154,22 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.