Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/1115
Título: Metodologias de caracterização e previsão das secas: modelação espacial e temporal
Autor: Paulo, Ana Maria Ambrósio
Palavras-chave: Seca
Recurso hídrico
Evapotranspiração
Deficit pluviométrico
Previsão meteorológica
Dado meteorológico
Gestão da água
Medição
Drought
Evapotranspiration
Weather forecasting
Weather data
Water management
Data de Defesa: 2004
Citação: Paulo, A. M. A. (2004). Metodologias de caracterização e previsão das secas: modelação espacial e temporal. Dissertação apresentada no Instituto Superior de Agronomia para a obtenção do grau de Doutor em Engenharia Agronómica. 254 p.
Resumo: As secas são fenómenos de ocorrência aleatória, de severidade incerta, encarados simultaneamente como um risco e um desastre. A sua duração, severidade e extensão espacial e a vulnerabilidade do meio onde ocorrem, determinam a sua importância a nível da região. Este trabalho tem por objectivo o desenvolvimento de metodologias e a aplicação de metodologias existentes na caracterização e predição de secas à região do Alentejo, A aplicação do SPI (Standardized Precipitation Index) e da teoria dos chorrilhos permite caracterizar quer as secas locais, em termos de duração e severidade, quer as secas regionais, em que também é avaliada a extensão espacial da seca. Nalguns locais, calculou-se o índice de Palmer, cujos resultados foram comparados ao SPI, em várias escalas temporais. A análise clássica de séries hidrológicas baseia-se em modelos de distribuição de frequências e pressupõe que a variável de interesse é aleatória, independente e identicamente distribuída. Os modelos de Markov e os modelos log-lineares baseiam-se na estrutura de dependência temporal da série. Estes modelos foram aplicados neste trabalho, com o objectivo de modelar as transições entre diferentes categorias de severidade de seca e avaliar o tempo de recorrência e o tempo de permanência em determinadas categorias.
Droughts are random phenomenon, with uncertain severity and faced both as an hazard and a disaster. Their duration, severity and spatial extent, and the social and ecological vulnerability account for their impacts at a regional level. The aim of this study is the development of methodologies and application of existing ones in the characterization of droughts, droughts prediction, and its extension in Alentejo region. The use of the SPI (Standardized Precipitation Index) and of the theory of runs allow the characterization of both local and regional droughts in what concerns duration, severity and, at a regional level, spatial extent. Results of the Palmer Index in some locations were compared with SPI results for several time scales. The classical analysis of hydrologic time series is based on frequency distribution models, assuming the randomness, independence and identically distribution of the variable under analysis. Markov and log-linear models are based on the dependence structure of the time series. Thus, these models were applied in this study with the aim of modeling drought class transitions and to estimate the recurrence time and the residence time in drought categories.
Descrição: Dissertação de Doutoramento em Engenharia Agronómica,orientada pelo Doutor Luís Alberto Santos Pereira, no Instituto Superior de Agronomia
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/1115
Aparece nas colecções:Teses de Doutoramento_ESAS

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TeseAna.pdf36,01 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.