Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.15/1025
Título: O balanced scorecard e a administração local:aplicação à divisão financeira do município de Vila Franca de Xira
Autor: Azevedo, Elsa Edna Guimarães Costa de
Orientador: Novas, Jorge Luís Pedreira Murteira Marques Casas
Palavras-chave: Balanced Scorecard
Administração Pública
Divisão Financeira
Vila Franca de Xira
Data de Defesa: 24-Set-2014
Resumo: A restruturação da administração pública é, hoje, um aspeto primordial no desenvolvimento do País. A necessidade de melhorar os índices de eficiência, eficácia e economia são objetivos que se têm colocado aos organismos da Administração Pública, em função do “Value for citizens”, sendo necessário fomentar a racionalização das suas estruturas, bem como a descentralização de funções e a modernização e automatização de processos. Neste contexto, a aplicabilidade do Balanced Scorecard (BSC) às organizações públicas, surge como um sistema de gestão estratégica que interliga a estratégia organizacional com os objetivos definidos e, consequentemente, melhora o desempenho organizacional. Há um novo paradigma da gestão das organizações públicas, uma nova postura comportamental dos dirigentes/funcionários, no seu “saber estar” (atitudes e valores), “saber fazer” (habilidades) e de um “saber mais” (conhecimento e formação), que articulada com um novo processo de gestão estratégica, permite assegurar que a missão, visão e objetivos estratégicos da organização sejam atingidos. A principal intenção deste trabalho assenta em perceber qual a evidência empírica que a aplicação do BSC têm em organizações como autarquias locais, nomeadamente no Departamento de Gestão Administrativa, Financeira e Jurídica, na Divisão Financeira, Patrimonial e do Controlo Orçamental, doravante apenas designada por Divisão Financeira do Município de Vila Franca de Xira. O estudo teve como base o sistema contabilístico adotado pelos organismos públicos e a sua interligação com o BSC como sistema de gestão estratégica, em que as ligações efetuadas pelas relações de causa-efeito, mostram como os ativos intangíveis se transformam em resultados tangíveis. A utilização de indicadores quantitativos, mas não-financeiros, possibilitam a descrição e medição do processo de criação de valor
Descrição: Dissertação, Mestrado, Contabilidade e Finanças, Instituto Politécnico de Santarém, Escola Superior de Gestão e Tecnologia, 2014
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.15/1025
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado_ESGTS
Mestrado em Contabilidade e Finanças

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ElsaEdnaGuimaraesCostaAzevedo_Mestrado_CF_2014.pdf1,57 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.